Mercado imobiliário da RMF fechou 2019 com R$ 2 bi em vendas

flash
Foram comercializadas, no ano passado, 5.083 unidades, incluindo todos os segmentos: Minha Casa, Minha Vida, Residencial Vertical,  Comerciais, Residencial Horizontal e 2ª Moradia Foto: Regina Carvalho

O mercado imobiliário na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) comercializou R$ 2 bilhões em valor de vendas em 2019, somando 5.083 unidades, incluindo todos os segmentos: Minha Casa, Minha Vida, Residencial Vertical,  Comerciais, Residencial Horizontal e 2ª Moradia. Os números são do Flash Imobiliário, da Lopes Immobilis, do empresário Ricardo Bezerra, que faz uma radiografia do setor considerando 66 construtoras/incorporadoras analisadas.

A expectativa do mercado imobiliário para 2020 é de que haja uma retomada, considerando que os juros estão menores para o financiamento habitacional com a queda da Selic.

Outra premissa é que no Sudeste já houve uma reação do setor da construção civil, o que anima o empresariado para que a tendência se repita no Nordeste. O estoque atual do mercado na RMF é de 9.790 unidades, representando um valor total de R$ 4 bilhões, um aumento de 6% em relação ao registrado em novembro do ano passado. Em todos os segmentos, excetuando os imóveis do programa Minha Casa, Minha Vida, ocorreram 988 distratos no total em 2019, uma média de 82 por mês. 

Residenciais verticais

No ano de 2019, o Valor Geral de Vendas (VGV) dos imóveis residenciais verticais comercializados foi de R$ 1,4 bilhão, 3% acima do registrado em 2018. Foram vendidas em 12 meses 1.720 unidades, um recuo de 5% ante 2018, com 1.803. 

Considerando apenas o mês de dezembro do ano passado as vendas de residenciais verticais, sem incluir unidades do Minha Casa, foram maiores no segmento de imóveis de médio porte, com preço situado entre R$ 350 mil e R$ 699 mil. 

Foram comercializadas ao todo no último mês do ano 139 unidades, totalizando R$ 193 milhões, 103% acima do valor verificado no mês de novembro. Os bairros que mais se destacaram nas vendas deste segmento foram Guararapes, Parquelândia e Meireles.

A média de distratos entre os residenciais verticais foi de 61 por mês ao longo de 2019, um total de 736 negócios desfeitos, mas houve uma redução de 2% em relação ao registrado no ano de 2018. 

De acordo com o Flash Imobiliário, em 2019 foram lançados apenas 5 novos empreendimentos neste segmento, com um total de 278 unidades e um valor de vendas somado de R$ 264 milhões.

Horizontais

Os residenciais horizontais tiveram um crescimento de 11% na comercialização no número de unidades em 2019, com 145, ante 130 em 2018. Entretanto, o valor de vendas neste segmento foi menor no ano passado se situando em R$ 75 milhões, 5% a menos que o do ano anterior, quando o faturamento total ficou em R$ 79 milhões.

Minha Casa

A categoria Minha Casa, Minha Vida, leva em conta 12 construtoras/incorporadoras mais relevantes na análise, com unidades a partir da faixa 1,5 do programa, para famílias com renda de até R$ 2,6 mil. Os empreendimentos estão em Fortaleza, Eusébio e Caucaia. Em 2019, as vendas neste segmento somaram 2.805 unidades.