Material de construção fatura R$ 140 mi no País, CE prevê 2020 melhor

material
Com o fim de ano, tradicionalmente o brasileiro busca arrumar a casa, e  aumentaram as vendas de tintas, revestimentos cerâmicos e telhas entre novembro e dezembro 

O varejo de material de construção cresceu 5% em 2019 ante 2018 em todo o Brasil resultando em um faturamento de R$ 140 bilhões de reais. Para 2020, a projeção é de uma expabsão de 8% para o setor, de acordo com a Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco).

Para Lavanery Wanderley, presidente da Acomac Ceará, Associação cearense representante do setor, o levantamento da Anamaco ratifica a perspectiva positiva para o segmento. "Esta pesquisa confirma a nossa expectativa positiva para este ano. Torno a dizer que será um grande ano para as revendas de materiais de construção aqui  no nosso Estado", aposta.

Região

No Norte e no Nordeste as lojas apresentaram um crescimento de 11% e 3%, respectivamente. Já na região Centro-Oeste houve estabilidade nas vendas e no Sul e Sudeste uma retração de 3%. 

Dezembro de 2019 foi um mês com estabilidade para o setor, se comparado a novembro, de acordo com a pesquisa Tracking Anamaco, que ouviu 530 lojistas de todo o País entre os dias 17 a 21 de Dezembro. 

Com as reformas de fim de ano, em dezembro, a comercialização de tintas aumentou em 11%, enquanto a de revestimentos cerâmicos e telhas teve o mesmo percentual de crescimento do mês anterior, 1%.

Para Cláudio Conz, presidente da Anamaco, "2020 ano será muito importante para o setor”. Ele será sucedido por Geraldo Defalco, que foi eleito em outubro.