História, fé, artesanato e natureza na rota de Baturité

batu
O projeto será lançado nesta quinta-feira, 21 de novembro, na Prefeitura de Baturité, dentro da programação da nona edição do evento Fio Maciço

O turismo no Ceará ganha uma nova rota que agrega o patrimônio histórico, cultural, arqueológico e imaterial do município de Baturité, região serrana localizada no Sertão Central cearense.

O circuito “Caminhos de História e Fé” é uma iniciativa do Sebrae Ceará – Escritório Regional do Maciço de Baturité, em parceria com empresários, atores da economia criativa e Prefeitura Municipal, que pretende reafirmar e valorizar a vocação histórico-cultural de Baturité e promover o desenvolvimento territorial, especialmente no que se refere ao turismo de experiência.

Cinco circuitos

O projeto será lançado no dia 21 de novembro na Prefeitura de Baturité, dentro da programação da nona edição do evento Fio Maciço. Escritos das primeiras investidas estrangeiras em terras cearenses, quase um século depois da chegada dos europeus ao Brasil, apontam a presença dos franceses para comercializar madeiras e especiarias e já se notava a presença portuguesa, estabelecendo domínio de terras.

Em meados do século XVII, no tempo da ocupação holandesa no Nordeste, foram os flamengos que buscaram o desenvolvimento de atividades coloniais às margens do Pajeú, deixando resquícios de fé protestante entre os nativos. Somente em 1654, depois da expulsão dos holandeses, é que verdadeiramente tem início um trabalho de ocupação da região através dos povos ibéricos e da ação religiosa dos missionários católicos, notadamente os Jesuítas.

O circuito “Caminhos de História e Fé” conta com 5 percursos, que podem ser feitos separadamente, além do Corredor Comercial 7 de Setembro, que compreende os principais pontos histórico-comerciais do Centro de Baturité, e um calendário de eventos que se estende por todo o ano, contemplando diversas atividades, e que está disponível no Portal Destino Serra: http://destinoserra.com.br.

Passeios Temáticos

Baturité de Fé (Circuito Religioso) – O percurso abrange os principais pontos turísticos religiosos do município, um verdadeiro mergulho pela arquitetura, história e música sacra. Inclui visitação à Igreja Matriz de Nossa Senhora Palma, construída em estilo barroco no Século XVIII e instalada em 1762; Igreja dos Santos Arcanjos, erguida em 1932; Mosteiro dos Jesuítas, que conta com exuberantes jardins internos, paredes em pedra e belíssimas arcadas; Monumento Nossa Senhora de Fátima, composto por uma escadaria com 365 degraus seguidos por representações das Estações de Sacrifício de Jesus Cristo; e o Mirante do Cruzeiro, que mede 20m de altura e oferece uma visão única do Maciço de Baturité.

Curta Baturité – Passeio a pé que sai do Museu Ananias Arruda e segue até a Praça da Matriz. Ananias Vasconcelos Arruda, apesar de sobralense, é uma personalidade que se mistura a própria história de Baturité, atuando como empresário, jornalista e político. O Museu, fundado em 1986 por ocasião do centenário do nascimento do Comendador, preserva importante acervo, com a completa tipografia utilizada para edições do Jornal A Verdade, mobiliário e indumentária de época, além da Capela do Santíssimo. A caminhada até a Igreja Matriz proporciona um encontro com joias da arquitetura de Baturité, casarios de fachadas preservadas, fatos históricos e o cotidiano da região, que reflete a simplicidade e força do interior do Ceará.

Baturité Artesanal – Percurso que leva o visitante a conhecer desde a tradição do cultivo de milho, banana e café aos processos artesanais da cerveja. Passa pela Fazenda Caridade, que produz café e banana no Mosteiro dos Jesuítas; Sítio Fênix, com sua produção de café de sombra; e Cervejaria Artesanal Fabeer, onde é possível viver os processos de fabricação artesanal e conhecer a história dos monges cervejeiros e degustar as cervejas artesanais. A rota passa, ainda, por pontos onde é possível conhecer e adquirir produtos confeccionados pelos artesãos de Baturité e também degustar pratos inspirados em receitas tradicionais a partir dos principais produtos locais e de aquisição direta do agricultor familiar: milho, banana e café.

Serra do Evaristo – Região alta de Baturité, a Serra do Evaristo abriga um acervo arqueológico que nos revela a história de seus primeiros habitantes. Considerado, atualmente, Sítio Arqueológico pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), possui vestígios materiais das ocupações passadas. O Museu Comunitário, inaugurado em 2013, preserva o acervo arqueológico in loco e abriga o resultado das escavações ocorridas. Manifestações culturais de tradição, gastronomia, artesanato e visita guiada são oferecidas pela Comunidade Quilombola, cujos habitantes estão na Serra do Evaristo há mais de 200 anos.

Viva Estação Ferroviária de Baturité – A Estrada de Ferro de Baturité foi a primeira ferrovia do Ceará. O prédio principal, inaugurado em 1822, permaneceu oito anos como ponta da linha, escoando a produção serrana para Pacatuba e Maranguape, e de lá para Fortaleza, e teve papel fundamental no desenvolvimento socioeconômico do Maciço. Espaço de preservação e cultura, o visitante terá a oportunidade de admirar a arquitetura do prédio, conhecer acervo de peças originais da antiga Estação, mobiliário de época das residências locais, vestígios de trilhos, maria-fumaça e histórias de vida, que em suas idas e vindas, construíram as cidades do Maciço de Baturité.

Corredor Comercial 7 de Setembro – Compreende a Praça da Matriz, as Avenidas João Paulino, 7 de Setembro e Dom Bosco e as Praças Fortaleza e Osmar Marinho. Tem início na Igreja da Matriz Nossa Senhora Palma e segue até a Estação Ferroviária. O Corredor congrega o principal centro comercial do Maciço de Baturité, oferecendo comércio e serviços diversos, além de guardar antigas fachadas residenciais, museus e centros religiosos.

Serviço

Mais informações e agendamento dos passeios: (85) 33471570

Sebrae Escritório Regional Maciço de Baturité.