TIM registra lucro líquido de R$ 619 milhões

tim
A operadora segue fazendo mudanças em estratégias de vendas de olho no crescimento e também na implantação do 5G

A TIM registra alta significativa no lucro do 3º trimestre, com expansão de 61,4% no lucro líquido, em relação a igual período de 2018. A operadora anotou R$ 619 milhões. O EBITDA normalizado (ajustados para efeitos não recorrentes) fecha em R$ 1.718 milhão, aumento de 6,8% ano a ano, avançando pelo 13º trimestre consecutivo. A margem EBITDA também mantém a trajetória de crescimento e alcança 39,6%.

Mudanças

A simplificação das ofertas, a aposta no segmento de alto valor e a inovação como atributo principal da marca contribuem para o desempenho positivo. Como consequência, a receita líquida de serviços (móvel e fixo) fecha em R$ 4.152 milhões, evolução de 3% na comparação anual, também impulsionada pelo resultado da TIM Live. A receita líquida da ultra banda larga fixa chegou a R$ 127 milhões, com crescimento de 31,5% ano a ano, sustentando a média acima de 30% dos trimestres anteriores.

“O nosso trabalho é norteado pela qualidade das vendas, customer care e da rede. Além disso, focamos no aumento do valor da base, com ofertas mais simples e completas, e em uma comunicação que reforça ainda mais a inovação presente no DNA da marca. O resultado dessa estratégia são os indicadores operacionais e financeiros positivos que registramos no terceiro trimestre. Ao mesmo tempo, seguimos olhando para o futuro ao liderar a preparação para a chegada do 5G no Brasil, que trará uma verdadeira revolução para diversos setores”, assinala Pedro Labriola, CEO da TIm Brasil.

Banda larga fixa

A TIM Live mantém desempenho sólido e fecha o trimestre com 537 mil usuários, um aumento de 19,6% ano a ano. O ARPU é de R$ 81,8, crescimento de 8,6% em relação a igual período do ano passado. A expansão da tecnologia FTTH é destaque: já são 1.905 domicílios cobertos, alta de 150% em relação ao 3T18. O serviço chegou a um novo estado – Pernambuco – e está disponível para consumidores de bairros de Recife.

Digitalização em foco

O processo de digitalização apresenta resultados importantes para a melhoria do atendimento e da experiência dos clientes. No terceiro trimestre, a operadora registra crescimento expressivo nas vendas online nos segmentos pós (+85%) e controle (+37%), respectivamente. No pré-pago, há aumento de 71% nas recargas realizadas pelo App Meu TIM, que tem evolução de 23% no número de usuários únicos. O envio de faturas online cresceu 43% no 3T19, assim como os pagamentos por canais digitais, com alta de 11%.

Rumo ao 5G

A TIM avança na preparação para a chegada do 5G. Após lançar o primeiro TIM Living Lab em Florianópolis, a operadora inaugurou no terceiro trimestre, o segundo em Santa Rita do Sapucaí (MG). Lá realizou diversas experimentações na Casa TIM 5G, instalada na cidade durante o HackTown 2019.

Com demonstrações focadas em educação, segurança, saúde, casa inteligente, Indústria 4.0 e entretenimento, a TIM conseguiu destacar o potencial transformador da tecnologia. A companhia lançou o terceiro laboratório 5G em Campina Grande (PB) em outubro e também anunciou a ativação da nova tecnologia  no Cubo Itaú (SP) até o final do ano.

Além disso, a liderança consolidada na cobertura 4G – com 3.355 municípios – permite que a TIM invista em outras tecnologias. Um exemplo é a grande ampliação do NB-IoT (Narrow Band IoT), que chega a mais de três mil cidades. A operadora é a primeira a ter cobertura nacional da plataforma habilitadora de soluções de Internet das Coisas.

A abrangência do NB-IoT permite a criação de soluções que não estarão limitadas somente aos grandes centros, beneficiando municípios mais afastados. Ou seja, servirá tanto para Cidades Inteligentes quanto para pavimentar o caminho rumo à Agricultura 4.0 no campo. A TIM vai cobrir até 5 milhões de hectares com 4G em 2019.

Outro destaque é a faixa de 700MHz que já está disponível para clientes de 1.644 municípios, um crescimento de 40,3% em relação a igual período de 2018. O VoLTE também mostra evolução: alta de 54%, com mais de 3.250 municípios cobertos. Além disso, a TIM é líder no 4.5G no Nordeste e nos estados de Paraná e Santa Catarina.