Patriolino quer propor novas soluções e serviços na construção

patrol
Patriolino e Graça Dias de Sousa, irmãos são empresários e lideranças do setor construtivo no Ceará

Com 77 anos de atuação, o Sindicato das Construtoras do Estado do Ceará é o segundo maior Sinduscon do Brasil e a entidade de classe representativa do setor patronal da construção civil no estado. Por possuir uma história marcada por forte atuação sindical, a instituição congrega quase 400 empresas associadas e participa ativamente no processo de desenvolvimento do Ceará no âmbito socioeconômico, junto ao poder público, na defesa dos interesses da classe construtora.  

 

Agora, o Sinduscon-CE aclama Patriolino Dias de Sousa como novo presidente para mandato 2020-2023. Na última segunda-feira (21), o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado do Ceará (Sinduscon-CE) realizou Assembleia Geral Extraordinária para aclamação da chapa única para a diretoria do mandato 2020-2023. A partir de 2 de janeiro, André Montenegro de Holanda deixa o posto para que Patriolino Dias de Sousa assuma a presidência do sindicato.

A assembleia contou com a presença de personalidades da construção civil, do mercado imobiliário e da imprensa, tais como Ricardo Cavalcante, Presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec); Tibério Benevides, presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci/CE); Assis Machado, presidente da Mota Machado; Beto Studart, presidente da BSPAR; Ricardo Bezerra, da Lopes Immobilis; e Paulo Angelim, da Viva Imóveis.

Objetivos

Patriolino Dias de Sousa reforçou, em seu discurso, que a gestão será focada em propor novas soluções e serviços para o mercado. “Nossa administração será democrática e participativa. Aqui não está sendo aclamado um presidente, mas toda uma diretoria, que somará forças e trabalhará sempre em conjunto. faço questão de ser grato a cada um que abraçou, juntamente comigo, esse projeto”, afirmou o novo presidente.