70% comprarão dois itens no Dia da Criança; giro de R$ 153 mi

brinq
De acordo com o levantamento, 45,4% dos consumidores irão às compras na Capital cearense para presentear a criançada e os brinquedos disparam na preferência

O Dia da Criança permanece uma data forte para o varejo. Neste ano irá movimentar R$ 153 milhões no comércio de Fortaleza. É o que revela a Pesquisa sobre o Potencial de Consumo do Fortalezense relativo a esta celebrção.

Embora o valor seja idêntico ao verificado em 2018, a data promete aquecer o comércio local. Além disso, a pesquisa revela que uma parcela de 7,9% da população entrevistada ainda não se decidiu sobre o assunto, podendo ampliar o impacto dessa data comemorativa. A pesquisa foi realizada pela Fecomércio Ceará, através do seu instituto de pesquisa, o IPDC.

De acordo com o levantamento, 45,4% dos consumidores irão às compras. O perfil dos entrevistados que respondeu afirmativamente sobre a intenção de compras mostra preponderância dos consumidores do sexo masculino (49,9%), com idade entre 21 e 35 anos (52,8%) e com renda familiar entre três e seis salários mínimos (61,0%).

Quem vai comprar

Dos que irão comprar presentes, 70,7% comprarão pelo menos dois produtos. A compra de brinquedos tem a franca maioria das intenções de compras, com 72,1% das respostas, seguido de artigos de vestuário (28,3%), calçados (5,8%), bicicletas (4,2%) e celulares e smartphones (3,5%).

O consumidor espera um gasto médio de R$ 191 e utilizará, preferencialmente, o pagamento à vista (71,7% das respostas) ou através do uso de cartão de crédito (34,0%). Quanto ao provável local de compra, predominam os shopping centers (37,7%), centros comerciais (28,3%) e lojas de rua (24,9%).

A conveniência de funcionamento é fator essencial para o atendimento dos consumidores, já que 30,0% relataram ter no sábado como o dia ideal para as compras. Além disso, os entrevistados revelaram que as promoções e políticas de preços serão fundamentais para atrair sua atenção, com 50,2% e 38,8% de citação, respectivamente.

 Brinquedos preferidos

Daqueles que pretendem comprar presentes, a absoluta maioria – 72,1% - estará em busca de brinquedos no Dia das Crianças, fortalecendo a importância da data no imaginário infantil. Os brinquedos lideram em todos os grupos, mas serão mais procurados pelos consumidores do sexo masculino (73,3%), com idade abaixo dos 20 anos (76,0%) e renda familiar superior a seis salários mínimos (89,7%).

A procura por artigos de vestuário possui predominância feminina (33,1%), dos consumidores com idade entre 21 e 35 anos (31,5%) e do grupo com renda familiar inferior a três salários mínimos (30,5%). Os calçados foram citados por 5,8% dos entrevistados, sendo preferido pelas mulheres (8,3%), pelo grupo com idade entre 21 e 35 anos (7,7%) e renda familiar entre três e seis salários mínimos (9,8%).

As bicicletas foram citadas por 4,2% dos consumidores que pretendem comprar presentes, principalmente pelas mulheres (4,5%), pelo grupo com idade inferior a 20 anos (6,0%) e com renda familiar mensal inferior a três salários mínimos (5,0%). Finalmente, os celulares e smartphones, com 3,5% de intenção de compra, são preferidos pelas mulheres (4,3%), do estrato etário com idade superior a 36 anos (4,6%) e renda familiar mensal superior a seis salários mínimos (5,3%).