Exposição Ameríndios está na Caixa Cultural

amerindios
O fotógrafo mineiro Renato Soares revela a cultura indígena através de seus registros 

Um total de 40 fotografias capturadas pelas lentes do fotógrafo Renato Soares que busca resgatar o que há de melhor na nossa cultura ancestral. Há 25 anos, Renato registra a diversidade cultural indígena brasileira, percorrendo o país de Norte a Sul a fim de construir um grande acervo etnofotográfico brasileiro, resgatando a história dos povos originários.

A Caixa Cultural Fortaleza recebe até o dia 6 de outubro a exposição “Ameríndios do Brasil – Antropologia da Beleza”.A realização é da produtora amazonense Dabacuri Projetos e Produções.

A exposição “Ameríndios do Brasil – Antropologia da Beleza”, projeto para o qual Renato se dedicou integralmente, traz os registros dos povos habitantes do Rio Xingu, como os Waurá e os Kaiapó, compostos por mais de 5 mil indivíduos em 14 etnias.

O objetivo da exposição é revelar, valorizar e provocar reflexões sobre a importância cultural dos primeiros habitantes do país que lutam para manter sua identidade viva e reconhecida. “Quero mostrar rostos, valorizar culturas, buscar o respeito às identidades, dar visibilidade aos povos originários. Porque quem não é visto corre o risco de ser esquecido”, ressalta Renato Soares.

Para o fotojornalista Juan Esteves, em artigo sobre a Antropologia da Beleza, as fotos do Renato são “imagens que mostram claramente o entendimento mais profundo e importante bem como a singularidade das culturas indígenas brasileiras”. Esse ponto de vista o faz se distanciar da herança cristã imposta pelos europeus, mantendo intacta a vasta cultura genuinamente brasileira, ainda tão desconhecida pela maioria da população.

Perfil

O mineiro Renato Soares iniciou sua carreira na fotografia em 1986, quando começou a viajar para retratar as diferentes formas de expressão cultural dos grupos étnicos brasileiros. Desde a infância, identificou-se com o universo indígena e consolidou essa relação logo nos primeiros contatos com tribos em áreas remotas da Amazônia e através da profunda amizade com o sertanista Orlando Villas Boas.

Nos últimos 25 anos, Renato vem se dedicando ao registro da diversidade cultural indígena brasileira, percorrendo o país de Norte a Sul – às vezes, em períodos de imersão e isolamento – e fotografando mais de 50 etnias.

Serviço:

Fotografia: “Ameríndios do Brasil – Antropologia da Beleza”

Local: CAIXA Cultural Fortaleza - Av. Pessoa Anta, 287, Praia de Iracema

Data: até o dia 06 de outubro de 2019

Horários de visitação: terça a sábado, das 10 às 20h, e domingo, de 12 às 19h

Classificação indicativa: Livre

Entrada franca
Paraciclo disponível no pátio interno