Safra de frutas inicia embarque pelo Porto de Fortaleza

docas
Por meio da movimentação de duas embarcações, com 1.794 contêineres, entre cheios e vazios, para embarque e desembarque, o Porto do Mucuripe deu a largada no transporte da safra de frutas

Os navios que levam as frutas a partir do Ceará da safra 2019-2020 começaram a zarpar pelo Porto de Fortaleza (Mucuripe). Duas operações simultâneas foram realizadas nesta quinta-feira (19) com o carregamento de melão, melancia, manga, banana e uva, produzidas no Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Bahia.

O navio Marfret Guyane seguiu no fim da manhã desta sexta-feira (20) para Natal, que após esta escala, toma a rota da França, com paradas na Espanha, Roterdã e Londres. Já o navio CMA CGM Fort Ste. Marie segue direto para Londres por meio do serviço UK Express.

Com duração de 18 dias até a França e um total de 42 dias para atracar novamente no Porto de Fortaleza, o navio Marfret Guyane completa a carga de frutas em Natal. Já o CMA CGM Fort Ste Marie fez um carregamento de 660 contêineres para Londres, numa viagem de 10 dias, de onde seguirão as frutas da região Nordeste para a Holanda. Essa operação envolveu aproximadamente 25 pessoas.

Movimentação

Cada contêiner, cabe ressaltar, tem capacidade para 29 toneladas de frutas e a média transportada em cada contêiner é de 25 toneladas. Por meio dessas duas embarcações, o Porto de Fortaleza movimentou 1.794 contêineres, entre cheios e vazios, para embarque e desembarque.

As negociações desta primeira remessa de frutas para o exterior foram acertadas em reunião com o diretor de Infraestrutura e Gestão Portuária da Companhia Docas do Ceará (CDC), Miguel Andrade, e Sérgio Gomes (Reeferbras), Marcos Aragão (Progeco Fortaleza), Sérgio Henrique (Progeco do Brasil) e Flaviano Nobre (BF Fortship), no último mês de agosto.

Pela CDC, participaram também o diretor comercial da CDC, Mário Jorge; os coordenadores Telma Leite (Gestão e Negócios), Oswaldo Fontelene (Gestão Portuária) e Ernani Melo (Tecnologia da Informação).