Fiec com Ricardo Cavalcante quer valorização da indústria

ric
A posse do empresário Ricardo Cavalcante e a nova diretoria Plena da Fiec será nesta quinta-feira, 19, no La Maison

Valorização da indústria cearense, defesa do Sistema S, apoio à realização de uma reforma tributária e incentivo à melhoria do ambiente econômico e à geração de empregos são diretrizes da nova gestão da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec). A entidade realiza nesta quinta-feira (19/9) a festa de posse do novo presidente da entidade, o empresário Ricardo Cavalcante e demais diretores.

O evento acontecerá no buffet La Maison, às 20 horas, e será prestigiado pelo presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, e diversos presidentes de Federações de Indústria. Cerca de 1.500 convidados são esperados, entre autoridades, parlamentares, líderes classistas e formadores de opinião. Ricardo Cavalcante foi eleito para o período de 2019 a 2024.

Outras propostas da nova direção da principal entidade empresarial classista do Estado é tornar a Federação cerense uma referência em dados para estudo do setor industrial, além de atuar mais fortemente no Interior, especialmente nas macrorregiões. Querem ainda fortalecer o diálogo com os entes públicos e estimular a inovação e aproximar a indústria da Academia.  

Perfil

O industrial José Ricardo Montenegro Cavalcante, 57 anos, é formado em Gestão Financeira, tendo participado de programas internacionais de capacitação como o de Inovação em Estratégia Competitiva, da Florida International University (FIU) e o programa de Imersão em Ecossistemas de Inovação, da Universidade SDA Bocconi School of Management, na Itália.

Fez extensão em Gestão Estratégica em Tempos de Turbulência e Disrupção, no Brasil e em Miami, participou de alinhamento conceitual sobre o ambiente de inovação suíço no Swiss Business Hub e concluiu o curso Gestão de Negócios na Era Digital na SC Johnson College of Business (Cornell University), nos Estados Unidos.

Cavalcante atua há mais de 30 anos no setor industrial. Foi sócio-diretor de duas empresas do segmento de extração e beneficiamento de brita, sendo uma no Ceará, a Pedreira Itaitinga Ltda., e outra no Maranhão, a Rosário Mineração. Atualmente, é sócio-diretor da Empresa de Mineração Granitos de Itaitinga (EMGI), especializada na extração, no comércio e na distribuição de areia peneirada e classificada para o mercado da construção civil. A empresa foi fundada em 1994 e é líder na produção de areia industrial no Ceará.

Liderança classista

Como liderança classista, Ricardo Cavalcante tem uma história marcada por forte presença em entidades representativas do setor industrial como um todo, tanto no contexto local quanto nacional. Esteve como presidente do Sindicato das Indústrias de Britagem do Estado do Ceará, em três mandatos: de 1993 a 1996; de 1999 a 2003; e de 2009 a 2012.

Foi diretor e vice-presidente da Associação Nacional dos Produtores de Areia e Brita do Brasil (Anepac) entre os anos de 1999 e 2003. Exerceu a presidência da Câmara Setorial da Mineração do Estado do Ceará nos anos de 2011 e 2012. Assumiu a diretoria do Centro Industrial do Ceará (CIC) por quatro mandatos, entre os anos de 2001 e 2004 e de 2012 e 2014.
Nova diretoria da FIEC toma posse nesta quinta-feira (19/9) 

É, atualmente, presidente do Sindicato das Indústrias da Extração de Minerais Não Metálicos e de Diamantes e Pedras Preciosas, de Areias, Barreiras e Calcários no Estado do Ceará (Sindminerais-CE), com mandato até 2022. Também é membro da Associação Nordeste Forte, entidade que congrega todas as Federações de Indústrias da Região Nordeste. É ainda presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae/CE, com mandato até 2022.

Conheça a nova diretoria Plena da Fiec – 2019/2024

Presidente: Ricardo Montenegro Cavalcante
1º Vice-presidente: Carlos Prado
Vice-presidentes: André Montenegro de Holanda, Roseane Oliveira de Medeiros, Jaime Bellicanta
Diretor administrativo: Luiz Francisco Juaçaba Esteves
Diretor administrativo adjunto: Germano Maia Pinto
Diretor financeiro: Edgar Gadelha Pereira Filho
Diretor financeiro adjunto: José Agostinho Carneiro de Alcântara
Diretores: Pedro Alcântara Rêgo de Lima, Marco Aurélio Norões Tavares, Rafael Barroso Cabral, Benildo Aguiar, Francisco Eulálio Santiago Costa, Francisco Norberto de Lima Oliveira, Ângelo Márcio Nunes de Oliveira, Maria de Fátima Facundo Soares, José Antunes Fonseca da Mota, Carlos Rubens Araújo Alencar, Francisco Oziná Lima Costa, André de Freitas Siqueira, Francisco Lélio Matias Pereira, Lauro Martins de Oliveira Filho, Aluísio da Silva Ramalho Filho, Paulo César Vieira Gurgel.

Conselho Fiscal
Titulares: Marcos Silva Montenegro, Pedro Alfredo Silva Neto, Marcos Augusto Nogueira de Albuquerque.
Suplentes: Marcelo Guimarães Tavares, Roberto Romero Ramos, Ricard Pereira Silveira.

Delegados representantes junto ao Conselho da CNI
Titular: Jorge Alberto Vieira Studart Gomes
Suplentes: José Ricardo Montenegro Cavalcante, Roberto Proença de Macêdo e Carlos Prado.