LGPD: campanha orienta sobre nova lei de proteção de dados

branded
A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigência para estabelecer normas legais para o uso de dados de clientes e usuários Foto: Pexels

Números de CPF, RG, endereços, convicções religiosas, origem racial ou
étnica, entre outras informações de bancos de dados passam a ter novas
regras de coleta, armazenamento e tratamento no Brasil.

Isso porque a Lei Geral de Proteção de Dados, LGPD, entrou em vigência para estabelecer normas legais para o uso de dados de clientes e usuários com fins econômicos tanto nos serviços online quanto no atendimento presencial.

Com a missão de orientar os empresários do comércio de bens, serviços e turismo, a Fecomércio Ceará lança, neste mês de dezembro, uma campanha educativa sobre a Lei Geral de Proteção de Dados.

Impactos nas empresas

A iniciativa tem como objetivo esclarecer os impactos da lei nas empresas e a sua aplicabilidade, auxiliando os empresários na regularização de seus negócios.

Através de matérias, vídeos e podcasts, os empresários terão acesso às principais características da Lei Geral de Proteção de Dados e o que muda em seus negócios. Todos os materiais estarão reunidos no website da campanha.

O que a lei prevê

Diante dos riscos de usos indevidos de dados pessoais, incluindo comercialização e vazamento, a Lei garante ao cidadão brasileiro o direito fundamental à privacidade e à segurança de suas informações. Dessa forma, a LGPD impacta diretamente todos os negócios, independente de porte ou segmento que acessam, registram ou tratam dados de pessoas físicas ou jurídicas, sejam elas públicas ou privadas.

Adequação

Para o presidente do Sistema Fecomércio Ceará, Maurício Filizola, as empresas precisam se adequar à nova regulamentação o quanto antes, uma vez que, o não cumprimento dos requisitos impostos prevê multas e penalidades consideráveis. “Com importante repercussão no mercado nacional, a LGPD impõe a necessidade de uma rápida adequação nas mais variadas atividades. Vale ressaltar que a lei é ampla e demanda cuidados de todas as áreas, é preciso estar atento desde já ao zelo pela privacidade e proteção de dados dos clientes, colaboradores e parceiros”, pontua.