Lucro da Caixa salta 22,2% no primeiro semestre

caixa
Apesar de deter 69% do mercado de crédito habitacional, o crescimento neste segmento foi de apenas 3,6%

A Caixa Econômica Federal registrou um crescimento de 22,2% no primeiro semestre deste ano comparado a igual período de 2018. Segundo o balanço do banco, de janeiro a junho, o lucro atingiu R$ 8,1 bilhões. No segundo trimestre, o lucro líquido teve alta de 21,6%, registrando R$ 4,1 bilhões.

Entretanto, a carteira de crédito da Caixa foi reduzida ao longo dos últimos 12 meses. Em junho deste ano, o banco tinha um saldo de R$ 682,4 bilhões em empréstimos, 1,9% menor do que o verificado em junho de 2018.

Crédito recua

A retração foi puxada por uma diminuição de 7,9% no crédito comercial para pessoa física e 30,7% no concedido para empresas. Por outro lado, houve aumento de 3,6% no crédito habitacional e 1,2% no para infraestrutura.

No ramo do crédito imobiliário, a Caixa detém 69% do mercado, com uma carteira de 452,3 bilhões, sendo que desses, R$ 176,1 bilhões são com recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. Em relação ao programa Minha Casa, Minha Vida, foram contratados R$ 17 bilhões.

A taxa de inadimplência teve queda de 0,04 ponto percentual em comparação com o mesmo período de 2018, ficando em 2,46%.