Tradição da quinta do caranguejo é mantida por gerações

patas
Famílias cearenses e amigos não abrem mão do ritual e do prazer de consumir o caranguejo, especialmente na quinta-feira

No Ceará, quinta-feira precisa ter caranguejada e uma cerveja bem gelada. A Bohemia abraça essa cultura e conta a história de pessoas que não vivem sem caranguejo.

O costume de comer caranguejo para a atendente Cristina Marinho, 46, veio desde sua bisavó e passou de geração para geração. A família, que morava próximo ao Cocó, pescava o crustáceo no mangue e realizava o preparo em casa mesmo. Mas a vontade de comer caranguejo toda semana ultrapassou o ambiente familiar. 

Desde a década de 90 ela se reúne com amigos para aproveitar a quinta do caranguejo, seja em bares na cidade ou na praia. Uma tradição que agora tem uma companheira do lado: uma Bohemia bem gelada. “Uma quinta sem caranguejo não é quinta, não existe para mim. Não pode faltar uma boa cerveja gelada. E, se tiver em um local com show de humor, perfeito”, resume. 

Em casa

Mesmo durante a pandemia, a advogada Melyssa Diniz, 24, pedia em casa a caranguejada. Era um modo de, de alguma forma, manter a rotina sem sair de casa. “Era tudo no dente, na mão, voava caranguejo na casa todinha. Mas eu dava meu jeito”, brinca. Agora, ela junta pontos da campanha Boteco Bohemia: Quinta do Caranguejo para ter em casa a coleção essencial para comer a caranguejada do jeito certo. 

Apesar de considerar como essencial apenas uma cerveja bem gelada e molho e farofa bem temperados para comer caranguejo, a companhia ajuda. É por isso que, desde o início da reabertura dos bares, ela todas as quintas-feiras visita um lugar novo com sua sogra, a assistente financeira Meire Abdalah, 50. O objetivo é encontrar o melhor caranguejo de Fortaleza. 

“Você tá a semana toda sobrecarregada e na quinta-feira dá uma aliviada, o caranguejo é uma verdadeira terapia. Para mim a sexta-feira é muito mais produtiva, essa reunião da quinta recarrega minhas energias para terminar a semana”, conta Meire. 

A campanha

Há 166 anos no Brasil, a Bohemia abraça a tradição com a campanha Boteco Bohemia: Quinta do Caranguejo. A cada compra da cerveja nos bares parceiros, o cliente ganha pontos que podem ser trocados por itens essenciais no ritual da caranguejada: tábua, martelo, molheira, bowl, taça e abridor de garrafa. Toda a linha é exclusiva e assinada com poesias do poeta cearense Bráulio Bessa. Todas as informações estão disponíveis no hotsite da campanha, https://quintadocaranguejo.bohemiapuromalte.com.br/.