Hospital Antonio Prudente realiza 10º transplante de medula óssea

hapvida
No Ceará são seis hospitais da rede Hapvida, cinco pronto atendimentos, 18 Hapclínicas e centros de diagnóstico

Em 2019, dez vidas foram salvas com os transplantes de medula óssea realizados no Hospital Antonio Prudente, do Hapvida, em Fortaleza. O tipo utilizado foi o autólogo, que é feito com a doação da medula do próprio paciente. O hematologista do Hapvida e especialista em transplantes, Emmerson Eulálio, explica que a escolha do tipo de transplante a ser realizado é baseada no tipo de câncer, na idade e no estado de saúde geral do paciente.

O Dr. Emmerson Eulálio comemora o marco e afirma que a expectativa é terminar o ano com mais cinco transplantes realizados no Hospital. Segundo ele, o número representa um acréscimo de cerca de 20% no total de transplantes autólogos que foram executados no Estado de Ceará.

“O número é representativo e inclui o Hospital do Hapvida ao grupo de outros poucos hospitais particulares da Capital que fazem o procedimento. Além disso, agrega valor para todo o Sistema Nacional de Transplante, já que, no Brasil, ainda temos poucos centros de transplantes”, disse.

No procedimento autólogo, Emmerson Eulálio afirma que o paciente faz uso de uma medicação que estimula a produção de células-tronco e, posteriormente acontece a coleta. Essas células, então, são armazenadas e, em um segundo momento, é feita a infusão no paciente. 

No Hapvida, o Hospital Antônio Prudente tem se tornado referência em transplante. Dos dez pacientes atendidos, um veio de Recife e outro de Salvador. “Todos têm sido feitos de maneira bem-sucedida. Acredito que tudo é fruto de muito trabalho, dedicação e muita fé”, ressalta o hematologista.

Com mais de 4 milhões de clientes, o Hapvida hoje se posiciona como uma das maiores operadoras de saúde do Brasil. São mais de 22 mil colaboradores diretos envolvidos na operação de 28 hospitais, 82 clínicas médicas, 19 pronto atendimentos, 88 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial em 12 estados onde a operadora atua com rede própria. No Ceará, são seis hospitais, cinco prontos atendimentos, 18 Hapclínicas e diversos centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial.