Produtores de leite da Betânia têm orientação online

betania
Fazenda de gado leiteiro: o uso de tecnologia durante isolamento social tornou-se um facilitador para a comunicação entre indústria e produtores de leite, através do Instituto Luiz Girão

Mesmo com os impactos da Covid19, o Instituto Luiz Girão, iniciativa da Betânia Lácteos de estímulo ao produtor de leite nordestino, não deixou de realizar ações que gerassem crescimento, formação e informação à esses pecuaristas.

Desde março deste ano, todas as ações de treinamento e capacitação da cadeia foram realizadas por meio de webinars. Até o momento foram realizados 27 encontros, totalizando mais de 15 mil pessoas impactadas, por meio de visualizações.

Temática

As reuniões online gratuitas discutem sobre temas diversos e de interesse dos produtores, com conteúdo educativo, orientações e dicas, inclusive financeiras. São workshops com veterinários, agrônomos, zootecnistas, especialistas em biotecnologia leiteira e geneticistas animais, entre outros.

Para David Girão, presidente do Instituto, esta adaptação foi necessária para que as ações tivessem continuidade. “Apesar de termos sido impactados com essa situação, pois o acesso à internet ainda é falho na área rural, conseguimos levar informação de qualidade a esses produtores e oferecer a assistência de que eles precisavam por meio da internet. Esta também foi uma forma de eles perceberem a importância do investimento em tecnologia, pois é uma ferramenta diária de trabalho”, acrescenta David.

Aprendizado

Para dona Maria Luziene, proprietária da fazenda Lourenzo, em Morada Nova, no Ceará, os encontros online realizados pela Betânia foram muitos positivos. “O aprendizado que mais nos chamou a atenção foi sobre genética de gado leiteiro. Para nós, só acrescentou.", comenta.

Os últimos encontros aconteceram em 26 de outubro e 04 de novembro. Em um deles, os produtores puderam tirar dúvidas referentes à pecuária do leite, e, no último discutiram sobre práticas de bem-estar de vacas leiteiras e seus efeitos na produção de leite. Todos contaram com a participação de especialistas como Zootecnista de Leite & Negócios, médico veterinário e engenheiro agrônomo.

Sobre o Instituto Luiz Girão 

O Instituto Luiz Girão é uma iniciativa da Betânia Lácteos que nasceu para dar vida ao propósito da empresa de promover e desenvolver a pecuária de leite no semiárido nordestino de forma sustentável, valorizando e proporcionando perspectivas melhores aos produtores de leite. Presidido por David Girão, o Instituto atua diretamente em ações como: a melhora da qualidade do leite, o incentivo ao uso de tecnologia no campo, o planejamento forrageiro e reserva alimentar, microcrédito, assistência técnica e de gestão da fazenda, garantia de compra de toda a produção e a escola do Leite para formação de mão de obra qualificada.  

Betânia Lácteos  

Fundada em 1971 na cidade de Quixeramobim, Ceará, a Betânia Lácteos conta com seis fábricas localizadas no Ceará, Pernambuco, Bahia e Sergipe, além de doze centros de distribuição. Maior indústria de lácteos do Nordeste e líder em leite UHT na região, com 41% de share e vice-líder em iogurtes, movimenta uma cadeia produtiva 100% de origem local. São mais de 3.500 famílias produtoras de leite, em cerca de 130 cidades do sertão nordestino, nos estados do Ceará, Pernambuco, Bahia e Sergipe.

Atualmente, a Betânia Lácteos possui mais de 2 mil colaboradores e está presente em 57 mil pontos de venda. Possui uma linha de produtos com mais de 120 itens, como leites pasteurizados, leites longa vida, bebidas lácteas, iogurtes, queijos, requeijões, leite em pó, creme de leite e leite condensado. A companhia tem orgulho de sua origem, de valorizar a família nordestina, alimentando o corpo e inspirando o coração.