Dias de Sousa lança edifício com co-working e horta no perfil pós-pandemia

dias
Projeto atende a um novo perfil de consumidor interessado em valorizar os ambientes de lazer dentro de casa para aproveitar os momentos com a família, além de unir moradia e local de trabalho

Os rooftops vêm ganhando espaço em várias cidades do mundo. Os ambientes construídos nos tetos dos edifícios estão cada vez mais verdes com o cultivo de hortas orgânicas. A prática, além de sustentável, enfeita os centros urbanos.

A Dias de Sousa Construções abraçou a ideia e vai erguer um edifício alto padrão na Aldeota, onde será cultivada uma horta orgânica no rooftop do seu mais novo empreendimento, o Tribeca. O Valor Geral de Vendas (VGV) é de R$ 80 milhões.

Necessidades

Projetado para atender às necessidades do novo perfil de consumidor pós pandemia, o condomínio vai contar, ainda, com co-working com sala de reunião, além de locker para entrega e recebimento de encomendas online e de delivery.

"A pandemia do Novo Coronavírus, além de impactar a economia, mudou a forma como as pessoas trabalham e moram. Especialistas já vislumbram novas tendências no mercado residencial", destaca o diretor executivo da Construtora, Patriolino Dias de Sousa.

Localização

Com o conceito "A cidade em torno de você", o Tribeca estará localizado em um dos endereços mais privilegiados da região: Rua Coronel Jucá, esquina com as Ruas Beni de Carvalho e Henriqueta Galeno. Com Valor Geral de Vendas (VGV) de R$ 80 milhões, serão duas torres (Jazz e Blues) com 84 unidades no total, área de lazer completa e projeto paisagístico assinado por Benedito Abud. 

Assim como o bairro nova-iorquino situado no centro de Manhattan, o Tribeca traz em seu projeto conceitos que valorizam o bem-estar, o estilo e o conforto, conectados a uma gama de serviços e lazer no entorno.

Em um raio de 400 metros foram contabilizados, em média, 53 pontos comerciais e de serviços, entre eles: quatro das melhores escolas de Fortaleza, supermercados, salões de beleza, academia, farmácia, além de acesso a estação do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) e a facilidade de deslocamento para o Parque do Cocó e para o Aeroporto de Fortaleza, pela Via Expressa.

Diferenciais

Voltado para o público de classe média alta, o Tribeca terá apartamentos de 95,13m² ou 119,22m² e duas opções de plantas para cada metragem, distribuídos em duas unidades por andar. No subsolo 3, os moradores terão uma ferramentaria equipada para pequenos consertos. Em frente ao condomínio, os entregadores contarão com um bicicletário.

A entrada do empreendimento terá design único e guarita blindada. O Tribeca terá, também, sistema de irrigação automatizada; iluminação em LED com sensor de presença nas áreas comuns; torneiras de áreas comuns com temporizadores, espaço para coleta seletiva de resíduos; medidores individualizados de água; espaço para coleta de pilhas e baterias usadas; e louça sanitária de baixo consumo.

Uso da tecnologia 

O mercado imobiliário tem se reinventado e mostrado que a tecnologia que já existia, pode ficar ainda melhor e mais eficiente. Pensando nisso, a Dias de Sousa Construções vai disponibilizar um tour virtual pelo empreendimento por óculos de realidade virtual, disponíveis no stand de vendas. “A ideia é que a pessoa se sinta dentro do imóvel e que, em cada ambiente, leia as legendas que chamam atenção para detalhes importantes”, reforça Patriolino.

A construtora também vai lançar um aplicativo para os corretores de imóveis, que funcionará como mais uma ferramenta de vendas, mostrando a disponibilidade dos apartamentos, valores e ofertas.