Setor imobiliário da Capital vende 68% a mais em julho

imoveis
No acumulado deste ano, as vendas do mercado imobiliário de Fortaleza e Região Metropolitana somam R$ 934 milhões,  com 2.882 unidades vendidas.Foto: Regina Carvalho

Com juros menores e financiamento facilitado, o mercado imobiliário começa a reagir em Fortaleza e Região Metropolitana. Em julho, os imóveis residenciais verticais apresentaram um crescimento de 68% no número de unidades comercializadas e de 48% em relação ao Valor Geral de Vendas (VGV) do mês anterior, somando R$ 145 milhões. No acumulado deste ano, as vendas somam R$ 934 milhões,  com 2.882 unidades vendidas.

Os números são do Flash Imobiliário, da Lopes Immobilis, apresentados nesta sexta-feira (21), pelo empresário Ricardo Bezerra. O levantamento representa 66 construturas e incorporadoras de Fortaleza, Eusébio, Aquiraz e Caucaia.

Bairros em destaque

Guararapes, Aldeota, Cocó, Fátima e Messejana foram os bairros que despontaram com o maior volume de vendas. No total, em julho, foram comercializadas 168 unidades. A oferta foi de 3.418, sem incluir o Minha Casa, Minha Vida.Apesar da melhora, este foi o pior julho da série histórica a partir de 2015 em número de unidades vendidas no total e também em VGV.

A comercialização em julho foi alavancada por empreendimentos de médio padrão, com valores entre R$ 350 mil e R$ 699 mil, e de alto padrão – R$ 700 mil a R$ 1,49 milhão. No total, foram vendidas 69 unidades do médio e 50 do alto no mês passado.

Minha Casa

Com uma performance fora da curva, o Minha Casa, Minha Vida já comercializou neste ano 2.031 unidades, seguido pelos imóveis residenciais verticais (670). A parte comercial se manteve com 49, enquanto 2º moradia registrou 50. Os residenciais horizontais giraram em 82. O estoque, sem o Minha Casa é de 4.574 unidades, equivalente a um montante de R$ 2,9 bilhões.