Variação de até 700% em serviço e 250% em itens para os Pais

pais
O Procon lembra que a loja não é obrigada a trocar o presente por motivos de cor, tamanho ou modelo nas compras feitas pela internet, por telefone ou catálogo, existe o “direito de arrependimento” Foto:Freepik

Pesquisa com 35 opções de presentes e serviços de embelezamento para o Dia dos Pais, comemorado no próximo Domingo (9) constatou uma diferença no preço de um mesmo serviço como, por exemplo, o tratamento capilar, ofertado por barbearias, pode chegar a 700%, custando de R$ 15,00 a R$ 120,00.

O levantamento foi realizado pelo Departamento Municipal de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon Fortaleza) divulgado, nesta terça-feira (4/8).

Os dados foram coletados entre os dias 27 e 29 de Julho. O levantamento do Procon traz ainda preços de churrasqueiras e assadeiras elétricas, barbeadores, celulares e televisores.

De olho

O preço de uma máquina de cortar cabelo pode variar até 250,57%. O item, da mesma marca, foi encontrado de R$ 59,90 a R$ 209,99. Entre os produtos de tecnologia, o preço de um aparelho celular, com mesma configuração, pode sair de R$ 1.199,00 a R$ 1.499,99, conferindo uma diferença de 25,10%.

Direitos

A diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, esclarece em quais casos o presente dos pais pode ser trocado. "Vale ressaltar que o lojista não é obrigado a fazer a troca do presente por situações como modelo, cor e tamanho, exceto quando prometer", disse. Ela orienta que, quando o lojista prometer a troca nestas situações, o consumidor peça por escrito no recibo ou cupom fiscal esta garantia de troca na loja e, assim, terá que cumprir o prometido.

Sobre a troca de produto com defeito, o Código de Defesa do Consumidor (CDC) assegura o direito de conserto do produto. "Se o produto apresentar defeito ou vício de fábrica, o fabricante tem 30 dias para consertá-lo. Após esse prazo, o consumidor tem direito a um novo produto, caso não tenha sido consertado ou, ainda, a devolução do valor pago ou o abatimento na compra de outro item.

Já nas compras feitas pela internet, por telefone ou catálogo, existe o “direito de arrependimento”, sem que apresente qualquer motivo de defeito ou vício do produto. Esse direito está previsto no artigo 49, do CDC. O prazo para devolução é de sete dias, a contar da data de recebimento do produto ou contratação de um serviço. Para isso, basta devolver o produto preservando as características originais e pedir o dinheiro de volta. As despesas decorrentes de frete não são obrigações do consumidor.

Como denunciar
Denúncias podem ser realizadas no Portal da Prefeitura de Fortaleza (www.fortaleza.ce.gov.br), no campo defesa do consumidor e, também, pelo aplicativo Procon Fortaleza e ainda pela Central de Atendimento ao Consumidor 151. 

10 direitos na compra do presente dos pais

1 - Produto em promoção ou liquidação, possui as mesmas garantias previstas no Código de Defesa do Consumidor (CDC);
2 - Na compra de eletroeletrônicos, peça para testar o funcionamento do aparelho ainda no interior da loja;
3 - Se for comprar pela internet, tenha atenção redobrada. Consulte o histórico da empresa em sites de busca e verifique se a loja informa dados como CNPJ, endereço, telefone ou e-mail;
4 - Nas compras feitas pela internet, por telefone ou catálogo, existe o “direito de arrependimento” para desistir da compra sem qualquer motivo. O prazo para desistência é de sete dias, a contar da data de recebimento do produto;
5 - No pagamento com cartão de débito/crédito, poderá haver diferenciação de preços em relação a valores pagos em dinheiro;
6 - A loja não é obrigada a trocar o presente que não tenha defeito. No entanto, se o vendedor afirmar que realizará a troca, em qualquer situação, o consumidor deverá solicitar por escrito;
7 - A garantia legal de produto/serviço não durável é de 30 dias e de produto/serviço durável é de 90 dias, de acordo com o CDC;
8 - A garantia legal é complementar à contratual. Portanto, se um produto tem garantia do fabricante de 12 meses, a garantia total deverá ser acrescida de mais 90 dias da garantia legal, ou seja, 15 meses;
9 - Se houver divergência entre o preço anunciado com o registrado no caixa, o consumidor deverá pagar o menor valor;
10 - Peça a nota fiscal com a discriminação do produto ou do serviço detalhadamente.