Comércio tem primeira alta do ano com avanço de 5%

material
Resultado positivo no varejo foi puxado principalmente pelo segmento de material de construção, muitas pessoas estão fazendo ajustes em casa diante dos dias de isolamento social Foto: Freepik

A atividade do comércio, que vem sofrendo muito com a adoção de isolamento social, apresentou em maio a primeira alta do ano, com um crescimento de 5%, segundo a Serasa Experian. A partir desta semana, em Fortaleza, a atividade nas lojas de rua e shoppings retoma 100%, o que deverá trazer um respiro para o setor.

O aumento de 5%, na comparação com abril deste ano, feito os devidos ajustes sazonais, mostra, segundo o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, a perspectiva a partir de maio é de uma melhora gradual.

Pequeno mais positivo

“Mesmo que pequena, a movimentação da variação mensal tende a continuar positiva nos próximos meses, já que várias regiões brasileiras estão retomando o funcionamento dos comércios”, diz.

Setores

A alta mensal foi puxada pelo segmento de Material de Construção, que apresentou crescimento de 9,7% na mesma comparação. “Parte da população que está mais casa pode ter encontrado tempo e necessidade de executar pequenas obras, reparos e manutenções, por isso, o movimento positivo neste setor”, ressalta Rabi. Alimentos e Bebidas aparecem em segundo lugar, com alta de 6,7% e Móveis, Eletrodomésticos, Eletroeletrônicos e Informática em terceiro (6,1%). O restante dos segmentos continua acumulando quedas: Combustíveis e Lubrificantes (-1,8%); Veículos, Motos e Peças (-0,4%) e Tecidos, Vestuário, Calçados e Assessórios (-0,5%).

Análise anual

Na análise anual, a atividade do comércio caiu 31,2% em maio deste ano, na comparação com o mesmo mês do ano passado. A queda mais significativa (40,9%) veio do segmento de Tecidos, Vestuário, Calçados e Assessórios. Veja mais detalhes no gráfico abaixo e no link com a série histórica.