Pague Menos solicita o registro inicial para oferta de ações

pague menos
Além do pedido de registro de IPO, o Conselho de Administração da Pague Menos nomeou presidente a executiva Patriciana Rodrigues em lugar do fundador Deusmar de Queirós

Iniciativa aguardada há vários anos, pelo porte do negócio e expansão constante, a Pague Menos, companhia de origem cerense de capital aberto, deu entrada no seu pedido de registro de oferta pública de ações, o chamado IPO, na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Comunicado emitido nesta quinta-feira (25) pela empresa informa também do pedido  de listagem de suas ações no Novo Mercado da B3. 

Os pedidos de registro do IPO e de listagem no Novo Mercado foram aprovados em Assembleia Geral Extraordinária da companhia realizada hoje (25 de junho de 2020), e o correspondente aviso de Fato Relevante foi divulgado na mesma data. A companhia deverá buscar cerca de R$ 1,5 bilhão, valor que ainda deverá  ser definido, conforme informações de mercado.

Quantidade

De acordo com o comunicado, o Conselho de Administração da Companhia definirá futuramente a quantidade de ações a serem emitidas e seu preço de venda, no âmbito do IPO.  O IPO está sujeito à concessão do registro pela CVM e às condições de mercado.  A Pague Menos informa, ainda, que não será realizado nenhum registro do IPO ou das ações da companhia em qualquer outra agência ou órgão regulador do mercado de capitais de qualquer outro país, exceto junto à CVM, no Brasil. (Leia também sobre a mudança no Conselho da Pague Menos)