Compre do Ceará é campanha do setor produtivo para girar negócios

filizola
Maurício Filizola,presidente da Fecomércio-CE, lançou a iniciativa que une Fiec, Fecomércio, Fetrans, Faec e Sebrae

O setor produtivo cearense age para fazer a economia girar e manter os recursos aqui mesmo. O presidente da Fecomércio-CE, Maurício Filizola, representou todo o comércio do Ceará e 35 sindicatos, na manhã desta quinta-feira (25), durante o anúncio de medidas do governo estadual para impulsionar a economia e destacou a união do setor produtivo na campanha "Compre do Ceará", com pontapé inicial também dado hoje. A ideia, destacou, é fazer o dinheiro circular nas empresas dentro do Estado.

Conforme o empresário, depois de cerca de 100 dias com apenas atividades essenciais em funcionamento no Ceará, é chegada a hora da retomada gradual da Indústria, dos Serviços e do Comércio.

E para fazer a economia cearense se recuperar, neste momento, é necessário ressaltar a importância de se valorizar toda a cadeia produtiva do Ceará.

Entidades

 iniciativa une Fiec, Fecomércio, Fetrans, Faec e Sebrae, entidades representativas da indústria,comércio, transportes, agricultura e microempresas.  

A campanha vai incentivar os consumidores a priorizarem o consumo de bens e serviços oriundos de nossa terra, para que nossa economia possa ganhar fôlego extra nessa retomada.

A ideia, portanto, é sensibilizar a população sobre o seu papel na recuperação da economia local, destacando a importância de se valorizar toda a cadeia produtiva do Estado. A primeira etapa desta ação contará com a apresentação de vídeos institucionais, voltados para destacar o potencial da cadeia produtiva cearense.

Sensibilização

Já a segunda fase da Campanha, objetiva alcançar o cliente final. Etapa destinada a sensibilizar o consumidor para um entendimento popular das razões que se deve optar por comprar do Ceará. Com uma linguagem apropriada ao universo do humor cearense, a campanha visa atrair o consumidor, a partir de hábitos, expressões e comportamentos que fazem parte da vida das pessoas, como forma de gerar empatia.

Incentivo

De modo geral, o segundo momento da campanha seguirá na perspectiva de apresentar, incentivar e, principalmente, valorizar toda a cadeia produtiva do Ceará, já que os setores da indústria, do agronegócio, do transporte e do comércio estão interligados e dependem uns dos outros, principalmente no momento da retomada pós-pandemia, quando o consumo local se torna fundamental, uma vez que isso interfere diretamente na manutenção dos negócios locais e, consequentemente, dos empregos. De forma simples e acessível, com um toque também de humor, o material de divulgação apresentará os benefícios para toda a sociedade de como a economia gira no Estado, de uma ponta a outra.

No período de pandemia, as Federações acima citadas permaneceram trabalhando e em constante diálogo com o Governo para minimizar os impactos nas áreas as quais representam o melhor servir ao povo cearense.