Combate ao desemprego e à pandemia com Fashion Masks

mask
Iniciativa reúne profissionais de costura e pequenas fábricas na produção de máscaras para
gerar renda, diminuir o desemprego e combater a Covid19

A união da comunidade é uma receita infalível para mitigar e criar soluções para problemas. Desenvolvido pelo Instituto REsocial, o movimento Fashion Masks foi criado em função de dois
desafios: gerar fluxo de trabalho para pequenas fábricas, profissionais da moda e autônomos ociosos por conta do novo coronavírus e colaborar com a não propagação do vírus, ampliando a produção, distribuição e acesso a máscaras de proteção feitas de algodão.

Em três semanas de ação, um milhão de unidades foram entregues pelo projeto, mas o horizonte econômico do País segue demandando atenção. Analistas do Citi esperam uma retração de quase 6% do PIB.

A XP Investimentos projeta 40 milhões de desempregados até ovsegundo semestre deste ano. Para o Sebrae, a indústria da moda e os pequenos negócios não passarão intocados pela crise.

Segunda fase

Diante deste cenário, o Fashion Masks entra, agora, em sua segunda fase. Com o objetivo de aumentar, em escala, as oportunidades de arrecadação dos profissionais da costura espalhados pelo Brasil, a operação #FaçaVocêMesmo passa a oferecer, a preço de custo, todos os insumos necessários para a manufatura - tecido, elástico e embalagem -, bem como instruções gratuítas, em vídeo, para a produção de um modelo rentável de máscaras de algodão.

O projeto, 100% colaborativo, conquistou parcerias de peso para dar suporte ao plano: o Grupo Malwee está fornecendo toda a matéria prima necessária (tecidos cortados + elástico) e ajudando a marca Fashion Masks, repassando valores de venda em forma de doação, assim multiplicando o impacto da ação; a SHL disponibilizou sua operação logística a preço de custo.

A PayU zerou as taxas de cartão do seu método de pagamento; a Vtex forneceu gratuitamente sua plataforma de e-commerce e rede de divulgação - o portal www.boradoar.com.br, por exemplo. Para ampliar o alcance da iniciativa, o Fashion Masks conta também com esforços espontâneos de comunicação de outros parceiros, como WeWork, Hotel Urbano, Loja Integrada, Dobra, Galeria9 e Hacking.Rio.

Serviço

Para informações de como se juntar à iniciativa, comprar máscaras ou aprender como produzí-las, basta acessar https://www.fashionmasks.org/