Serlares já recuperou 70% do faturamento no retorno gradual

serlares
A Serlares mira a expansão para outros estados da região Nordeste e se ajusta no momento à retomada gradual da clientela

“A retomada está sendo aos poucos, de forma gradual, responsável e consistente. Com a volta das atividades dos nossos clientes dos segmentos de energia, têxtil e Metalmecânica, recuperamos cerca de 70% do nosso faturamento. Nossa estimativa é que até setembro todos os clientes retornem suas atividades com a Serlares”, conta Narla, diretora da empresa.

A Serlares é referência na produção de refeições coletivas em todo Nordeste há mais de 45 anos, está com a expectativa positiva para o início do segundo semestre deste ano, onde alguns de seus clientes que tiveram suas atividades suspensas, retornarão suas linhas de produção com grande parte do seu quadro de colaboradores trabalhando presencialmente.

Pausa e retorno

Segundo Narla Ximenes, diretora da Serlares, no início do período de fechamento do comércio, cerca de 40% dos clientes tiveram que pausar os contratos vigentes com a Serlares, empresa produtora de refeições coletivas, por grande parte dos colaboradores estarem com o contrato de trabalho suspenso ou trabalhando em regime de home office. “Quando as empresas tiveram que pausar suas atividades, por recomendação dos órgãos governamentais, tivemos que nos adaptar rapidamente a toda aquela nova situação. Nossa primeira iniciativa foi estar mais próximo dos nossos clientes, oferecendo ainda mais auxílio na implementação dos protocolos, e assim garantir mais qualidade e segurança no atendimento nos restaurantes.”, conta.

Essenciais 

Por trabalhar com a produção de refeições coletivas a empresas de diferentes segmentos, a Serlares não pausou suas atividades por completo durante o isolamento social, já que os seus serviços são essenciais para a manutenção das atividades produtivas dos seus clientes, como conta Narla. “É muito gratificante para nós da Serlares saber que colaboramos diretamente com a manutenção de vários serviços essenciais, onde contribuímos tanto com os nossos clientes, quanto para com a sociedade.” relata.