Queda do PIB do Ceará é projetada em 4,92% em 2020

pib
No primeiro trimestre de 2020 já houve recuo da atividade econômica cearense, da ordem de 0,45%, mas os efeitos da Covid19 só devem se pronunciar com mais força nas próximas estatísticas Foto: Freepik

Não dava pra ser diferente e a perda deve se aprofundar nas estatísticas referentes aos próximos meses. O Produto Interno Bruto (PIB) do Ceará fechou o primeiro trimestre deste ano com queda de 0,45% em relação a igual período de 2019, quando o indicador da riqueza gerada descolou 0,59%. Para o ano de 2020, a economia cearense vai continuar a andar de marcha à ré. A expectativa é de uma involução de 4,92%.

Economistas do Ipece, do Governo do Estado, consideram que a intensidade da redução esperada para a economia estadual está inferior à projetada para a brasileira,prevista em -6,50%. Anteriormente, a expectativa era que o PIB do Ceará cresceria, neste ano, 2,38%,  acima da média do País, projetada em 2,25%. 

Desempenho dos setores

Dos três setores que compõem o PIB - Agropecuária, Indústria e Serviços – o primeiro apresentou crescimento de 0,66% no primeiro trimestre de 2020 em relação a igual período do ano anterior, quando fechou em 1,74% (pelo valor adicionado).

Os Serviços amargaram retração de 0,38% (contra 1,10% no primeiro trimestre de 2019), sendo que, dos seus seis segmentos, dois cresceram (alojamento e alimentação, com 1,23%, e outros serviços, com 3,40%) e quatro caíram: comércio (-1,4%); transportes (-0,01%), intermediação financeira (-0,45%) e administração pública, com -0,54%.

A Indústria caiu 0,81% no primeiro trimestre deste ano em relação a igual trimestre de 2019 (-3,15%). Dos seus segmentos, Eletricidade, gás e água decresceram -8,89%; Transformação -0,4% e Extrativa vegetal -9,77%. A Construção civil fechou com 5,11%.