Porto de Fortaleza tem movimentação 13,15% maior em 2020

docas
Além do trigo, que vem impulsionando os granéis sólidos neste que é o segundo maior polo trigueiro do País, oporto movimentará GLP, gasolina, clínquer, etanol, escória, óxido de magnésio, BTX /Alcatrão, coque, petróleo bruto, carga de projeto e contêineres

A atividade econômica no Porto de Fortaleza permanece em expansão. O terminal vem registrando seguidos crescimentos de cargas em comparação com 2019.

No primeiro quadrimestre deste ano, os granéis sólidos lideraram a movimentação em 22,5%, passando de 584.216 mil toneladas para 715.587 mil toneladas; seguida pelas cargas gerais, que registaram alta de 18,5%, indo de 138.494 mil toneladas para 164.106 mil toneladas; e os granéis líquidos, de 680.654 mil toneladas para 708.343 mil toneladas, com aumento de 4,1%.

No acumulado, o Porto de Fortaleza movimentou, entre janeiro e abril último, 1.588.036 toneladas ante 1.403.364 toneladas no ano passado, um crescimento de 13,15%. O volume superou até a meta para o período. Neste mês de maio, somente entre os dias 10 e 25, 32 navios atracam no Porto de Fortaleza.

2º maior polo de trigo

Além do trigo, que vem impulsionando os granéis sólidos neste que é o segundo maior polo trigueiro do país e um grão essencial neste período de pandemia da Covid-19, o porto movimentará GLP, gasolina, clínquer, etanol, escória, óxido de magnésio, BTX /Alcatrão, coque, petróleo bruto, carga de projeto e contêineres. Um dos operadores no Porto de Fortaleza, a Multolg estima movimentar somente neste mês de maio 176.062 mil toneladas em cargas variadas. Entre janeiro e abril, o montante pela operadora atingiu 277.459 mil toneladas, com destaque para o clinquer, manganês, escória e sucata.