Campanhas online da Mallory impulsionam vendas em 200%

mall
A demanda por ventiladores da indústria de eletroportáteis em todo o País saltou 500%, de acordo com informações da Mallory. As doações tiveram grande resposta nas compras online

A Mallory aponta uma expansão de 200% nas vendas de mercadorias no segmento de eletroportáteis em abril, comparada ao mês anterior. O desempenho foi verificado considerando o comércio em todo País. A procura por ventiladores disparou 500% no e-commerce da  indústria no mesmo período.

Para que este resultado fosse possível, a Mallory desenvolveu ações que buscaram promover os benefícios da compra pelo e-commerce dos seus produtos nesse período de distanciamento social, como a Campanha "Comprou Doou".

Com a iniciativa, todos os produtos comprados pelos clientes se tornaram doações para instituições beneficentes; e o frete solidário, onde a empresa garantia o frete gratuito de suas mercadorias aos consumidores em todo País.

Ações

O gerente de marketing da Mallory, Ronaldo Moura, destacou a importância de se pensar em ações como essas nesse período para garantir que os consumidores continuem a ter os produtos da marca de uma maneira segura e eficiente. “As ações que estamos desenvolvendo atuam em várias frentes. Conseguimos nos balizar e ao mesmo tempo desenvolver nosso papel junto à sociedade, prestando apoio a quem mais precisa, garantindo a comercialização das nossas mercadorias”, conta.

Ainda de acordo com gerente, há um grande aumento em comparação ao mesmo período do mês anterior. Entre os produtos mais vendidos, estão destaque da linha de ventiladores, cozinha e cuidados pessoais.

Os produtos ligados à ventilação também tiveram um grande crescimento, já que de acordo com os órgãos internacionais de saúde, uma das formas de combater a Covid-19 em casa é mantendo os espaços bem arejados para dificultar a proliferação do vírus nos ambientes. 

A CEO do grupo, Annette de Castro, acompanha com atenção as expectativas de crescimento para o mercado de e-commerce no ano de 2020 e destacou que por conta da situação de contingenciamento esse número poderá surpreender ainda mais. “Começamos o ano com uma expectativa de crescimento positiva, já que em 2019 esse modelo cresceu 40% no Brasil de acordo com a PayPal e a BigData Corp. Agora, a pandemia nos forçou a voltar ainda mais os olhos para essas plataformas e acreditamos que é o momento para criar novas formas de interagir e reforçar a confiança com os clientes", ressalta.