Bloco hoteleiro do Hard Rock Fortaleza está 100% vendido

hrh
A participação atual das cotas comercializadas no empreendimento hoteleiro é formada em 45% por cearenses, perto de 10% europeus e os paulistas representam quase 25% Foto: Divulgação

O bloco hoteleiro do Residence Club at the Hard Rock Hotel Fortaleza foi 100% vendido e já atingiu R$ 500 milhões movimentados. De acordo com o presidente da Venture Capital Investimentos (VCI), Samuel Sicchierolli, a expectativa é que em junho de 2020 o valor de vendas atinja a casa dos R$ 800 milhões.

Atualmente, a participação das cotas comercializadas no empreendimento hoteleiro de padrão internacional é formada em 45% por cearenses, perto de 10% europeus e os paulistas representam quase 25%, segundo informa Sicchierolli.

O mega empreendimento, que credencia o Ceará com uma estrutura hoteleira de

hrh
Um dos modelos de suítes do Residence Club at the Hard Rock Hotel Fortaleza

primeiro mundo, terá a entrega da parte civil para o Hard Rock no fim de dezembro deste ano, já que a VCI tem um licenciamento da marca no Brasil. O "soft opening" deverá ocorrer em janeiro e haverá de três a quatro meses de testes. Inicialmente, a previsão é que de 500 a 600 pessoas deverão trabalhar no hotel. Atualmente, está sendo realizada uma qualificação na comunidade, em Lagoinha, com aulas de inglês, em conjunto com a prefeitura. A ideia é atingir o máximo de aproveitamento de mão de obra local, diz Sicchierolli.

A área do hotel e residence club é de 180 mil metros quadrados. A megaestrutura contará com 228 suítes no bloco do hotel, 132 apartamentos com duas suítes e 42 casas. Ao todo são 402 unidades. A infraestrutura, em Lagoinha, no município de Paraipaba, inclui quatro restaurantes e dois bares, SPA e salão de beleza, fitness center, lounge vip, rock shop, kids club, espaço teens, piscinas, salas de reuniões e auditório. Além disso, haverá a memorabília com 200 itens originais usados por astros da música em todo o mundo.

Shows 

Em um estabelecimento que celebra a essência do rock, o  novo hotel cearense contará, no dia 3 de abril deste ano, com um show da banda britânica Dire Straits, no Riomar Fortaleza, será a primeira ação marcando a proximidade do início das operações do complexo hoteleiro. Depois, de acordo com Samuel Sicchierolli, a previsão é que haja mais duas ações com a presença de grupos musicais internacionais, nos meses de agosto e dezembro. A diária mais barata do empreendimento deverá ser da ordem de R$ 1,2 mil.

Investimento espanhol

Outro investimento que vem mobilizando esforço da VCI é a captação de novo empreendimento com a espanhola Eurostar. De acordo com Samuel Sicchierolli, os empreendedores estão vindo para o Brasil para visitar os locais nestes dias. "Diria que há 80% de chance de haver um equipamento aqui (no Ceará).

O investimento seria acima de R$ 150 milhões, sem considerar o terreno. O número não é exato pois ainda depende do projeto", observa o presidente da VCI, acrescentando que faltam apenas alguns estudos de mercado para "bater o martelo", definindo o negócio.

Foz do Iguaçu, São Paulo, Jericoacoara, Natal, Recife e um local na Bahia estão concorrendo aos novos empreendimentos da Eurostar. São seis espaços competindo a quatro empreendimentos. No Ceará, seria próximo a Jericoacoara, na região de uma das duas lagoas existentes na praia paradisíaca mundialmente famosa.